Não vou te dar Adeus.

Mari Soek | 10 de out de 2014

Eu não vou te dar adeus, não vou me despedir, eu me recuso a te deixar ir embora pra sempre. 
 Não existe regra alguma que diga que não podemos seguir nossos sonhos mas continuar amando. E se existe, faço questão de destrui-la. 
 Eu vou fazer dar certo, talvez eu só te veja por fotos, ou só possa ouvir tua voz por ligações, se for preciso eu escrevo cartas ou faço a telepatia funcionar, mas não vou abrir mão do Meu Amor dos Olhos Cor de Mel. 
Quando me disseram que pra seguir seus sonhos é preciso fazer escolhas, esqueceram de falar que isso destraçaria o meu coração, e o de outra pessoa. 
Você está indo, meu Deus, você está partindo e eu não posso me jogar dentro da mala e ir, não posso pedir que fique pra suprir os desejos de um coração apaixonado, não posso pedir que abra mão dos seus sonhos e viva por mim, Deus, você está indo e eu não posso fazer nada além de te desejar boa sorte e ficar sonhando com o reencontro.
 Digo que vai ficar tudo bem, só me resta saber se estou tentando convecer você ou a mim mesma. 
Não quero dizer adeus, não quero dizer "até em breve", não quero te ver indo pra longe e ter que aturar parada. Parece drama, e um pouquinho até é. Mas foda-se, no momento drama é a minha arma, será que eu tenho chance de te convencer a ficar? O meu sorriso, talvez? E a minha voz que você tanto gosta. Mas é claro que não, que tipo de pessoa eu sou? Eu não devia ser tão egoista.
 Não é atoa que destesto despedidas, o meu coração a odeia tanto quanto o resto de mim. Os maus pensamentos invadem minha mente em cheio, trazendo uma enchurrada de lagrimas quentes e salgadas.
O pior de tudo é que não vou ter teu abraço que acalma, tua mão no meu cabelo dizendo que tudo passa e que eu sou forte. Não vou ter sua teimosia me tirando do sério. Nem suas tentativas de me deixar com ciúmes e depois seu sorriso lindo quando vê que minhas bochechas estavam vermelhas. Talvez não seja um adeus, talvez seja um até breve. Talvez não seja o nosso final, pode ser apenas o nosso começo. Eu estou uma mistura de medos, euforia e tristeza e alegria.
 Minha mãe sempre disse que eu deveria te deixar ir e encontrar seu caminho, conhecer novas pessoas, e ai deixar você decidir o certo pra sua vida, se é ficar comigo ou não. Confesso que achei que esse dia não chegaria, que iriamos embora juntos. Há, mas é claro que esse dia chegaria, mas eu sei que é o certo a fazer, deixar você ir e esperar que me espere e que ainda seja meu quando for a minha vez de me despedir da nossa pequena cidade e de viver o que o futuro me reserva. 
 Eu sei que o futuro é nosso, e que está nas nossas mãos decidir o que é melhor pra ele. 
 Ficarei aqui, rezando por você, pelo nosso futuro e aguardando ansiosamente sua visita. Ficarei aqui te amando, e desejando que, seja lá onde você estiver esteja com o pensamento em mim. Boa sorte no seu futuro, e queria dizer que morro de orgulho por você seguir seus sonhos, meu amor. Em breve, vou estar ai, do seu lado, te ajudando a realizar seus sonhos e tendo o seu apoio enquanto realizo os meus sonhos. E eu desejo, com todas as minhas forças, que nunca mais tenhamos que nos despedir. 
   Depois de tanto tempo sem desabafar, tá ai um desabafo, foi bem complicado decidir se eu postava ou não, meu namorado viu e adorou. Mas é algo um tanto quanto pessoal, mas enfim, sempre disse que vocês são meus amigos e amigos compartilham coisas, então, do fundo do meu coração espero que vocês tenham gostado. 
 Gostou? Comente/compartilhe
 Me siga nas minhas redes sociais fanpage do blog, instagramtwitter

Nenhum comentario

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.