Guia de Profissões- Relações Públicas.

Mari Soek | 11 de mar de 2016
Olá amores, tudo bom? Como está indo o 2016 de vocês? O meu está maravilhoso. 


Vocês lembram do Guia de Profissões? Eu tinha dado uma pausa nele mas agora estou voltando e logo vou poder falar bastante sobre Jornalismo, que é o meu curso, essa coluna vai ficar linda. <3 



Vou deixar os links aqui como de costume: BiomedicinaCiências SociaisEngenharia ElétricaProdução CulturalDesign de ModaArquitetura e UrbanismoEngenharia CivilJornalismo, Publicidade e Propaganda.


Duas pessoas me deram as respostas pra esse Guia, em algumas perguntas vai ter duas respostas e em outros só uma.


Ana Paula Neri, São Paulo, 23 anos e conclui a faculdade ano passado. Blog: Vinte Palavras 
Mariana de Almeida Marques, 22 anos, formada em RP, sou de SP-SP.

Como é o curso e as áreas de atuação? 

Mari: O curso de Relações Públicas é composto por matérias obrigatórias como (eventos, comunicação integrada, comunicação dirigida, mapeamento de públicos, defesa do consumidor, terceiro setor entre outras matérias) e também por matéria de comunicação social, filosofia, economia e politica. No mercado de trabalho podemos trabalhar em diversas áreas como: comunicação interna, assessoria de imprensa, eventos, mídias digitais, responsabilidade socioambiental, relações públicas governamental. 
Ana: O curso é sensacional e você tem uma abrangência sobre o mercado e a área de negócios de forma bastante ampla. A área de atuação é imensa: você pode trabalhar com eventos, com assessoria, com consultoria, com comunicação interna, comunicação mercadológica, comunicação institucional, terceiro setor, governança corporativa etc ou com tudo isso junto. 

E sobre o mercado de trabalho? Onde é o melhor lugar para sua profissão?

Mari: O mercado de trabalho se divide em quarto vertentes: empresa, agências, ONG e setor público. Não tem melhor lugar, tem o lugar que a pessoa tem perfil para trabalhar.

Dentro do curso, como é a grade curricular? A dinâmica das aulas? 

Ana: Na Anhemhi Morumbi a grade é muito mais business. As aulas são sobre geopolítica, relações internacionais, pesquisa, governança,  assessoria de imprensa, marketing, comunicação corporativa... Todo semestre tínhamos um cliente real e focávamos em um tipo de comunicação. Tínhamos que criar um planejamento estratégico e desenvolver um plano de comunicação pra melhorar os problemas que identificamos no briefing... As aulas eram bastante teóricas mas suportavam esse projeto integrado semestral, então o que a gente aprendia já colocava em prática no próprio semestre.

Já teve duvida se queria mesmo continuar no curso e já tentou outra coisa? Como decidiu o que cursar?


Ana: Eu nunca tive. Minha irmã mais velha sempre trabalhou com marketing e após pesquisar todos os cursos da área de comunicação, optei por Relações Públicas. Amei a faculdade que escolhi, meus professores e as matérias, então sempre fui muito satisfeita pela escolha.
Mari: Durante o 2º ano passei por diversas crises que me levaram a quase trancar o curso, entretanto com o apoio da família e de amigos dei continuidade e acabei de me formar. Decidi cursar Relações Públicas por sempre ter amado comunicação social, no início eu queria jornalismo, entretanto não queria informar as pessoas através dos veículos de comunicação de massa e sim, ajudar inter-relacionamento entre as pessoas e vi em RP uma saída para atingir esse objetivo.

Qual a melhor e a pior parte do curso?

Mari: Melhor parte são as matérias que trazem o lado humano para o comunicólogo e a pior parte são as aulas filosóficas.

Ana: Melhor parte é a quantidade de coisas que você vê. A pior parte é o pouco tempo que você tem pra conciliar todas as matérias e também o projeto integrado.

No que você mais tem dificuldade? 

Mari: Redação criativa.

Ana: Assessoria de Imprensa. Não é minha parte favorita.

Quantas horas de estudo até passar no vestibular/enem? E como se preparou para o vestibular? (se no seu vestibular tinha vocacionada conta um pouquinho come se preparou pra elas)

Mari: Fiz cursinho durante 2 anos para entrar no curso de Relações Públicas, estudei a vida toda em escola pública e não queria pagar faculdade. Com muito esforço consegui uma bolsa de 100% pelo PROUNI na Fapcom. Estudava cerca de 7 horas por dia, incluindo as aulas do cursinho e revisão das matérias em casa.

Ana: Estudava todos os dias 3 horas quando chegava da escola. Não fiz nada de especial e também não fiz cursinho preparatório.

Como é o tcc do seu curso? 

Ana: O TCC da Anhembi Morumbi é um Projeto de Comunicação Integrada com um cliente de verdade. O cliente tinha que ser, obrigatoriamente, de grande porte (preferivelmente multinacionais) e de setores não muito comuns. Ele tem a duração de um ano e nós tínhamos que fazer um projeto de verdade e apresentar para o próprio cliente no Final, num formato de book (editado e diagramado por nós mesmos).


Mari:O TCC de Relações Públicas é um planejamento estratégico de comunicação para alguma organização clientes. Construímos um briefing, mapeamos os públicos, fazemos análise de macro e micro ambiente, análise de SWOT, Benchmarking, construção de um projeto de pesquisa, diagnóstico e um planejamento de comunicação que é divido em três vertentes: comunicação interna, institucional e mercadológica.



Migas e migos, foi isso. O que acharam? Gente, não deixem de me contar qual profissão vocês gostariam de ver aqui. 
Alguém cursa RP e concorda com as meninas? Deixe sua opinião nos comentários. 


                                             Espero que tenham gostado, beijos :*

Gostou? Comente/Compartilhe
 Me siga nas minhas redes sociais instagramtwitter e fanpage do blogyoutube
agora estou no snap: marisoek  

Nenhum comentario

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.